Através dos meus pequenos olhos, de Emilio Ortiz (opinião)

sexta-feira, julho 20, 2018



Sinopse:
   Um cão-guia tem uma missão extraordinária: ser os olhos de quem não vê. A relação que se estabelece entre um cão-guia e o seu dono é baseada numa confiança e cumplicidade enormes. É desta profunda ligação que nos fala este livro.
   Cross é um cão-guia muito divertido e brincalhão. Mario é um jovem invisual que está prestes a começar uma nova etapa da sua vida. Juntos, vivem mil e uma peripécias, aventuras, derrotas e triunfos e tornam-se absolutamente inseparáveis.
   Através dos meus pequenos olhos é um relato emocionante que narra as peripécias de Cross no mundo dos humanos e nos traz uma perspectiva diferente sobre o seu e o nosso mundo.

Opinião:
   Quem segue o blog há algum tempo já sabe que tenho um cão, o Lord, um Golden Retriever lindo e maravilhoso que amo de todo o coração... posto isto, tinha plena consciência que este livro tinha que fazer parte da minha estante e que quando o fosse ler existia uma forte possibilidade de lágrimas associadas. Ora este livro provocou tudo isso e muito mais...
   É um livro diferente que nos é contado através da perspectiva do cão (Cross), isso pode ser motivo de estranheza para quem não tem uma ligação próxima com os animais mas, para mim, tornou-se um dos factos mais apetecíveis e engraçados deste livro. O escritor faz esta abordagem com mestria e demonstra todos os conhecimentos, amor e interesse que tem pelos animais, em especial pelo seu cão-guia pois, caso não saibam, o escritor perdeu a visão e tem o seu maravilhoso cão que o acompanha sempre.
   A visão do cão demonstra o quanto os animais são inocentes e como por vezes os nossos actos, que a nós nos parecem simples e sem importância, acabam por confundi-los ou magoá-los ainda que não tenhamos essa intenção. Ao ler este livro, ficamos realmente a pensar que o mundo dos humanos, aquele onde todos nós vivemos, está cheio de situações complexas e muitas vezes desnecessárias que impomos a nós próprios ou que a sociedade nos impõe. A vida, pelos olhos deste cão, acaba por nos parecer muito mais simples e genuína.
   Ainda assim, há todo um lado ligado à função dos cães-guia sobre o qual nunca tinha pensado e com este livro adquiri muito mais conhecimentos sobre este aspecto, ficando com vontade de aprofundar este tema. É muito interessante ver a evolução do treino do Cross mas mais ainda a forma como a relação entre o cão-guia e o seu dono cresce e se torna em algo único e indispensável para as duas partes envolvidas. 
   Ao abordar o tema dos cães-guia e dos seus donos, é inevitável que o livro toque em pontos que nos chamam à atenção para o facto de pessoas com deficiência visual terem que enfrentar todos os dias muitos obstáculos, que passam ao lado de todos aqueles que não têm esta condição. É um pouco colocar o dedo na ferida e chamar à atenção para a desigualdade que existe entre pessoas com e sem deficiência, seja de que tipo for. 
   Por tudo isto, este é um livro intenso, cheio de ternura, que nos faz reflectir sobre diversas situações do dia-a-dia e nos leva do riso às lágrimas de forma muito fácil. Recomendo a sua leitura a todos os que estejam curiosos com tudo o que descrevi anteriormente mas sobretudo àqueles que, tal como eu, têm um animal de estimação, amam-no incondicionalmente e o consideram parte da família.

   Classificação:

Poderá também gostar de…

2 comentários

  1. Olá! Adoro cães, também tenho um, chama-se Benny e tem cerca de 4 anos e meio. É ele que manda cá em casa :D Bem, o livro já o adquiri, falta mesmo é lê-lo (também adoro ler livros sobre cães)! Boas leituras!

    ResponderEliminar
  2. Um livro de leitura obrigatória!
    Emocionei-me com a tua opinião, cheguei às lágrimas, tenho uma cadelinha que faz 4 anos a 24 de dezembro e amo-a incondicionalmente, compreendi exactamente tudo o descreveste de coração.

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue

Ganhe dinheiro online

A autora deste blog diz

 photo 4df5ac71-4249-4446-b2f6-16f8fbf99138_zpszhyndcg4.jpg