O passatempo "Sentimentos com Memória", onde tinha para vos oferecer um exemplar do  meu livro de poesia, chegou ao fim no passado dia 31 de Outubro e venho partilhar hoje convosco o vencedor.
   A adesão ao passatempo foi muito boa e espero que o vencedor goste deste livro tão especial para mim.
   Sem mais demoras, o vencedor do passatempo foi... a Alexandra Guimarães! Muitos Parabéns! Em breve receberá um email para que me forneça os seus dados, de modo a que eu possa enviar-lhe o prémio.


   Muito obrigada a todos por participarem!
Até breve...

O misterioso assassinato de cidadãos muçulmanos domina o quotidiano de Hamburgo 

   Francisco Carvalho inspira-se na Europa dos dias de hoje para confrontar o leitor com uma sociedade abalroada pela crise dos refugiados e pelo crescimento do sentimento xenófobo. 

   Numa Alemanha que abriu as portas a um milhão de refugiados em apenas um ano, as reacções racistas não se fazem esperar e um assassino em série começa a matar muçulmanos. É neste cenário que Francisco Carvalho desvenda Os crimes de Hamburgo, o seu policial de estreia, disponível a partir de hoje com o selo da Coolbooks.
   Num ambiente invernal, húmido e cinzento, Os crimes de Hamburgo transporta o leitor para uma metrópole portuária onde a investigação desses assassinatos promove uma corrida contra o tempo em que se cruzam as vidas de vários personagens direta ou indirectamente relacionados com os crimes: uma investigadora veterana a quem as respostas para os casos surgem de forma inesperada e intuitiva, um jovem detective, um experiente jornalista de investigação português, uma colaboradora de um projecto de media xenófobo e populista, um jovem refugiado sírio ou um bósnio traumatizado pelo assassinato da sua família.
   Com uma temática actual e fazendo uso do conhecimento que acumulou ao longo dos dois anos em que viveu parcialmente em Hamburgo, o autor faz o retrato de uma sociedade em crise, incapaz de responder à crise dos refugiados e tomada por uma crescente xenofobia, num policial rico e capaz de manter o suspense até ao final.

SOBRE O LIVRO
   Em Hamburgo vivem-se dias de grande apreensão, com o assassinato misterioso de refugiados oriundos de países muçulmanos. Anna Ostmann, a veterana detective encarregada da investigação destes crimes, debate-se com um problema maior: a perda da lucidez e o aproximar da loucura.
   Numa corrida contra o tempo, cruzam-se as vidas de vários personagens: Gerhard, um polícia recém-chegado ao departamento de homicídios; Richard e Elise, cujo casamento recente é posto à prova pela colaboração de Elise no projecto incendiário de um magnata da comunicação social, em cruzada contra o Islão, e pelo papel de Richard à frente de uma obra no porto de Hamburgo condenada ao fracasso; Nabil, um jovem refugiado sírio, que ao dar os primeiros passos numa nova vida cheia de promessas, se vê envolvido em algo pior do que os terrores de onde fugiu; e um homem que aterrou em Hamburgo na véspera do primeiro homicídio com um propósito desconhecido.
   Todos eles estão directa ou indirectamente relacionados com os assassinatos... e cada um, à procura de um desenlace favorável, terá de enfrentar os seus próprios demónios, por vezes ainda mais terríveis do que o assassino dos refugiados, cujo rosto Anna Ostmann vislumbra nas profundezas das águas.

SOBRE O AUTOR
   Francisco Carvalho, nasceu em 1978. Vive actualmente em Lisboa e é advogado. Neste romance - o primeiro que publica - inspirou-se num período entre 2017 e 2018, durante o qual viveu parcialmente em Hamburgo. Depois desta estreia, e da dificuldade finalmente superada de escrever um romance, espera vir a publicar muitos mais, porque tem várias histórias para contar.

O amor é a pior coisa do mundo e não há nada melhor.

   Uma escritora de livros infantis e um humorista são os protagonistas de um romance que não vai conseguir parar de ler.
   Saberemos mesmo quem somos? Conhecemos mesmo a pessoa que amamos? E, afinal, o que somos capazes de fazer por amor? 

Uma história de amor arrepiante, viciante, emocionante.

   «Amo-te. Amo-te acima do que possas imaginar, acima do que eu conseguiria imaginar. Amo-te acima de tudo e preciso que fiques acima de tudo. Preciso que fiques para mim, para ocupares o espaço que egoisticamente reservei para ti.
   Ouve-me. Ouve-me bem. Ouve-me e percebe a dimensão da minha falha, a largura incomportável da fenda que nos separou tantas vezes.
   Não quis magoar-te. Nunca quis magoar-te. Só quis proteger-te, salvar-te de mim. Sou demasiado humano para que alguém como tu me ame. Julguei-me capaz de te fugir e cada vez ia ficando mais perto de ti, mais dentro de ti.
   Não te amo, posso dizer. Não te amo porque o que te sinto é como o que sou.
   Amo-me e tu és parte do que eu sou. Amo-te porque és eu, pode ser esta a definição que consigo agora.
   Desculpa.»

O Autor
   Pedro Chagas Freitas escreveu mais de uma centena de livros, publicou quase trinta, está traduzido em mais de dez línguas e em muitas dezenas de países. Vendeu mais de um milhão de cópias por todo o mundo.
   Passa os dias a amar e a arrumar a casa. Abraça desalmadamente. Ri muito. Às vezes chora.
   Se algum dia magoou alguém, foi sem querer. Fica aqui, já agora, o pedido de desculpas em nome dele.
Ano de Edição / Impressão / 2019
Número Páginas / 352
Dimensões / 235 x 24 x 157 mm
ISBN / 9789892346700
Editora / ASA

Judith McNaught e Jude Deveraux, duas das autoras mais queridas dos leitores portugueses, revelam todo o seu talento em quatro inesquecíveis histórias de amor.

Jude Deveraux
Simplesmente Curioso
   Nesta que é uma das mais aclamadas obras da autora, uma jovem viúva com um chefe detestável vai descobrir que os milagres acontecem quando menos se espera... 

Um Coração Transformado
   Dois adolescentes bem-intencionados decidem ajudar a mãe de um deles a encontrar o amor da sua vida. Um plano extravagante com consequências, no mínimo, inesperadas. 

Judith McNaught
Milagres 
   Nicki DuVille é um atraente aristocrata habituado a ter todas as mulheres que quer, sem que tencione casar com qualquer uma delas. O Destino vai pregar-lhe uma partida ao pôr Julianna no seu caminho. É que a jovem quer ser escritora e a sua imaginação não tem limites...

Revelação
   Ao aceitar fotografar um grandioso casamento em Newport, Corey Foster reencontra o amor da sua vida. Em tempos, ele partiu-lhe o coração. Felizmente, ela já o esqueceu e seguiu em frente... certo?

As Autoras
   Jude Deveraux é autora de uma vasta obra, com mais de 30 títulos publicados, que marcam regularmente presença na lista dos livros mais vendidos do New York Times, incluindo First Impressions, Carolina Isle, Holly Always, Wild Orchids, Forever and Always, The Mulberry Tree, The Summerhouse, Temptation e Secrets. Os seus livros, bestsellers em vários países, já venderam mais de 50 milhões de exemplares em todo o mundo.
   Jude Deveraux nasceu em 1947 em Fairdale, Kentucky. Licenciou-se em Arte na Universidade de Murray. Foi professora durante alguns anos, antes de se dedicar exclusivamente à escrita. Actualmente vive na Carolina do Norte.


   Judith McNaught nasceu nos Estados Unidos. Antes de se dedicar inteiramente à escrita, teve uma carreira profissional muito diversificada, tendo sido a primeira mulher a trabalhar como produtora executiva na rádio da CBS. Actualmente, a sua obra é publicada um pouco por todo o mundo e já vendeu mais de 30 milhões de exemplares. Vive em Houston, Estados Unidos.