Frases Literárias de Janeiro

sábado, fevereiro 10, 2018



   Na terça-feira passada mostrei-vos as minhas aquisições e agora está na altura de vos dar a conhecer a minha frase favorita de cada uma das minhas leituras de Janeiro, e as palavras que penso que melhor descrevem esses livros.
   No mês passado, tive a oportunidade de ler 8 livros, mais três que no mês anterior, dois deles em formato ebook e em inglês. 
   Gostei de todos os livros que li mas dou especial destaque para o livro "O Amor que nos Une" e "O Covil dos Lobos". Ambos os livros são maravilhosos e fazem parte de sagas que sigo desde o início. 
   Em Janeiro, não tive assim nenhuma grande desilusão com as minhas leituras. Ainda assim, esperava um pouco mais do livro "Os Meninos que Enganavam os Nazis". Eu sei que é suposto ser literatura mais direccionada para os jovens, mas sinto que faltou alguma profundidade ao livro e muitas vezes achei que estava a ser aborrecido. Fiquei desapontada porque costumo ficar apaixonada com livros centrados neste tema e isso não aconteceu com este.
   Deixo-vos então as frases escolhidas das minhas leituras de Janeiro que se encontram, como já é habitual, apresentadas pela ordem em que li os livros.

1. "Never Too Far", de Abbi Glines
Frase: "Ele era um perigo para as minhas emoções e para o meu bom senso. Distância! Nós os dois precisávamos de distância."
Numa palavra: revelações.

 2. "Forever Too Far", de Abbi Glines
Frase: "Eu ia encontrá-la e implorar por perdão. Eu arrastar-me-ia aos pés dela. Faria o que fosse preciso. E depois nunca sairia do seu lado. Por ninguém."
Numa palavra: sempre.

3"O Amor Que Nos Une", de Megan Maxwell
Frase: "Ouve o que te digo mulher malcriada e mimada, nem penses em morrer para fugires de mim, porque te juro pela minha vida que se o fizeres vou-te buscar onde quer que estejas, chegarei até ti, vou trazer-te de volta comigo e juro por Deus que vais pagar por isso."
Numa palavra: destino.

4. "O Covil dos Lobos", de Juliet Marillier
Frase: "Penso na esperança. Que é como uma vela. Nova e brilhante de início, forte e firme. Depois, entra uma corrente de ar e a chama quase se apaga e perde força. Tremeluz. Vacila. Resiste. Tenta aguentar-se o mais que pode."
Numa palavra: justiça.

5. "Sobre o Amor", de Daniel Oliveira
Frase: "A felicidade muitas vezes reside na frieza da abstracção de escapar por entre o fogo que é a violência do mundo."
Numa palavra: amor.

6. "Julieta", de Anne Fortier
Frase: "Tu acreditas que os grandes amores trazem consigo grandes sofrimentos. Talvez tenhas razão, talvez o sábio desdenhe de um para se salvar do outro, mas eu prefiro que os meus olhos me ardam nas órbitas a ter nascido sem eles."
Numa palavra: maldição.

7. "O Boss", de Vi Keeland
Frase: "O medo não detém a morte, mas sim a vida."
Numa palavra: entrega.

8. "Os Meninos que Enganavam os Nazis", de Joseph Joffo
Frase: "Talvez tenha acreditado que sairia da guerra ileso, mas talvez esteja redondamente enganado. Não me tiraram a vida, mas fizeram pior: roubaram a minha infância mataram em mim o menino que eu podia ser."
Numa palavra: guerra.

   Como foram as vossas leituras em Janeiro? Já leram algum destes livros ou esperam ler em breve? Alguma destas frases vos tocou especialmente? Aguardo os vossos comentários e opiniões.
    Até breve...

Poderá também gostar de…

1 comentários

  1. Gostava de ler "O Amor que nos Une" e "Os Meninos Que Enganavam os Nazis" (não sei se quando o ler, se também irei ficar à espera de mais). Quanto à frase que mais me tocou, foi do livro "O Covil dos Lobos".

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue

Ganhe dinheiro online

A autora deste blog diz

 photo 4df5ac71-4249-4446-b2f6-16f8fbf99138_zpszhyndcg4.jpg